25% das mortes por doenças circulatórias poderiam ter sido evitadas

25% das mortes por doenças circulatórias poderiam ter sido evitadas
A cada ano, morrem aproximadamente 800.000 pessoas nos Estados Unido por causa de doenças do aparelho circulatório, como infarto e derrame. Dados recentes do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) mostraram que 25% dessas mortes poderiam ter sido evitadas com mudanças no estilo de vida e tratamento adequado.

Mais da metade das mortes evitáveis ocorreu em pessoas com menos de 65 anos. Estas pessoas provavelmente tiveram uma morte precoce porque descuidaram da saúde em algum momento da vida.

As mudanças no estilo de vida mais importantes para evitar doenças do aparelho circulatório começam por manter uma alimentação saudável, procurando evitar os alimentos gordurosos e aumentar o consumo de frutas e verduras. Realizar atividades físicas regulares, alem de ser prazeroso, contribui muito para evitar doenças da circulação. Pode parecer pouco, mas caminhar por dez a vinte minutos três vezes por semana já traz um grande benefício. Parar de fumar é fundamental, já que o cigarro está associado a grande parte das mortes por doenças como infarto e derrame.

Quem já tem pressão alta, diabetes e colesterol elevado deve ter o cuidado redobrado. Estas doenças devem ser rigorosamente controladas, com ajuda do medico clínico ou  especialista. Além de prescrever a medicação correta e acompanhar o tratamento, o médico deve solicitar exames necessários para detectar precocemente os problemas tratáveis no coração e nas artérias. Um exame de ultrassom nas artérias carótidas pode detectar uma obstrução. O tratamento adequado das carótidas pode evitar que a pessoa tenha um derrame.

Com cuidados corretos, a vida de 200.000 americanos poderia ter sido salva.

Compartilhe!