Dr. Marcelo Bellini Dalio | Cirurgia Vascular e Endovascular | CRM SP 104721 | RQE Nº 26563 English

Telangiectasias (Vasinhos)


O que são vasinhos?
Os vasinhos, que são chamados de telangiectasias pelos médicos, são vasos sanguíneos dilatados na superfície da pele, principalmente nas pernas.


Por que os vasinhos aparecem?
O surgimento de vasinhos está relacionado a problemas na circulação venosa e às varizes. Tanto as varizes quanto os vasinhos podem ser causados por herança familiar, múltiplas gestações, uso de hormônios e excesso de peso.


Como os vasinhos são tratados?
Os vasinhos podem ser tratados com uma técnica chamada escleroterapia. Nesta técnica, uma solução é injetada dentro dos vasinhos e causa destruição da sua camada mais interna, fazendo com que o sangue não circule mais por eles. O organismo aos poucos substitui os vasinhos por tecido de cicatrização sem causar problemas para a circulação.


Quem realiza a escleroterapia?
A escleroterapia é realizada pelo cirugião vascular, que é o profissional mais indicado para dizer quais vasinhos devem ser tratados por escleroterapia. O cirugião vascular é capaz de reconhecer graves problemas de circulação que se manifestam também com vasinhos. O cirurgião vascular conhece melhor e está mais atualizado a respeito das técnicas disponíveis para escleroterapia. Os eventuais efeitos colaterais da escleroterapia são tratados por cirurgiões vasculares.


Que solução é utilizada na escleroterapia?
Na maioria das vezes, utilizamos solução de glicose hipertônica. Em casos selecionados, o uso de um medicamento chamado Aethoxysklerol® aumenta a eficácia do tratamento.


Escleroterapia dói?
A agulha utilizada no tratamento é muito fina, para que o mínimo de desconforto seja sentido durante cada aplicação. A maioria das pessoas garante que escleroterapia dói menos do que depilação.


Quantas vezes a escleroterapia precisa ser feita?
Cada pessoa responde à escleroterapia de maneira diferente. Várias aplicações podem ser necessárias para tratar uma região com telangiectasias. Na maioria das pessoas, a escleroterapia elimina 50 a 80% dos vasinhos após algumas sessões.


Qual o tempo recomendado entre duas sessões?
A mesma área pode ser tratada novamente por escleroterapia em uma semana.


Quantas aplicações podem ser feitas em cada sessão?
Normalmente, muitas aplicações podem ser feitas em uma única sessão. Evita-se fazer aplicações demais para não causar efeitos colaterais. Pessoas com grande número de vasinhos necessitam de múltiplas sessões para tratar áreas diferentes.


Quanto tempo leva para os vasinhos desapareceram? 
Os vasinhos geralmente desaparecem num período entre duas semanas e dois meses. Este tratamento não previne o aparecimento de novas telangiectasias.


Existem vasinhos que não podem ser tratados? 
De maneira geral, vasos maiores e mais profundos na pele são mais difíceis de tratar. Para estes vasos existem outras técnicas como cirurgia, laser e escleroterapia com espuma.


Existe cirurgia para as telangiectasias? 
Vasinhos de calibre maior e de coloração azulada são preferencialmente tratados com cirurgia. Em muitos casos, vasinhos pequenos são alimentados por veias maiores e mais profundas. Para um melhor resultado, estas veias precisam ser removidas por uma pequena cirurgia antes da escleroterapia. O cirurgião vascular saberá dizer se a cirurgia será necessária.


O que é escleroterapia com espuma? 
Escleroterapia com espuma é um procedimento semelhante à escleroterapia convencional, e serve para tratar vasos maiores e mais profundos. Nesse procedimento, uma solução um pouco mais concentrada, com a aparência de um mousse ou espuma, é injetada nos vasos. A escleroterapia com espuma requer alguns cuidados adicionais como enfaixamento. Converse com o seu cirurgião vascular sobre isso.


E sobre o tratamento dos vasinhos com laser? 
Os vasinhos também podem ser tratados com laser. Porém, dependendo do caso, o laser pode causar mais dor e também manchas na pele. Atualmente, o laser fica reservado para um tipo específico de vasinho. Converse com o seu cirurgião vascular sobre isso.


Preciso fazer repouso após a escleroterapia? 
Não é necessário fazer repouso após a escleroterapia. Realize suas atividades normais após o tratamento. A única recomendação é não fazer exercícios físicos no dia da sessão.


Posso tomar sol após a escleroterapia? 
Tomar sol após a escleroterapia pode causar manchas na pele. Por isso, é recomendado que não se tome sol nas pernas por, pelo menos 20 dias após a sessão.

Problemas
Vasculares