Como evitar o inchaço nas pernas nas festas e viagens do fim do ano

Como evitar o inchaço nas pernas nas festas e viagens do fim do ano
No fim do ano e nas férias, muitos viajam longas distâncias para encontrar familiares e quando chegam ao destino exageram na comida e na bebida durante as festas. No dia seguinte, geralmente aparece uma consequência desagradável: o inchaço na pernas. Este tipo de inchaço geralmente não é um problema na circulação, mas sim uma situação transitória, que desaparece espontaneamente em alguns dias.

O inchaço, conhecido pelos médicos como edema, é o acúmulo de líquido nas extremidades. Diversos sistemas no organismo são responsáveis pelo equilíbrio do líquido no corpo. O sistema circulatório faz o líquido circular em forma de sangue. O coração é a bomba que impulsiona o sangue pelas artérias e veias. Os rins filtram o sangue e eliminam o excesso de líquido. O inchaço pode ocorrer quando estes órgãos são afetados por doenças e não funcionam corretamente: o coração não bombeia sangue, os rins não filtram ou as veias não transportam corretamente o sangue. No entanto, o inchaço pode ocorrer num organismo perfeitamente saudável, devido a pequenos desajustes nesses sistemas que garantem o equilíbrio do líquido no corpo. É aqui que entra o inchaço causado pelo excesso de comida e bebida e por ficar muito tempo em pé ou sentado durante uma viagem longa. Essas situações são muito comuns nas festas de fim de ano e nas férias.

Quando abusamos na comida e na bebida, ocorre um aumento na quantidade de líquido no organismo de uma hora pra outra. Isto causa uma sobrecarga nos rins. Esse líquido se acumula nas pernas causando inchaço. Nos que seguem as festas, os rins saudáveis geralmente dão conta desse excesso de líquido e o inchaço desaparece.

Em longas viagens, sejam elas de carro, ônibus ou avião, ficamos muito tempo na posição em pé ou sentado. Além disso, a movimentação das pernas fica reduzida. Todos estes fatores causam acúmulo de líquido nas pernas e causam inchaço. Isso ocorre com todas as pessoas, umas mais e outras menos. Após se chegar ao destino final e elevar as pernas, geralmente o inchaço desaparece sozinho em um ou dois dias.

Nas festas de fim de ano, as seguintes medidas podem ajudar a evitar o inchaço nas pernas:

  • Evitar excesso de bebida e comida.
  • Evitar alimentos muito salgados.
  • Realizar atividades físicas leves no período – uma caminhada no fim da tarde ajuda o excesso de líquido a circular.
  • Usar roupas largas e confortáveis.
  • Procurar ficar em ambientes arejados - o calor ajuda a aumentar o inchaço.

Durante as viagens longas, as seguintes medidas podem ajudar a evitar o inchaço:

  • Fazer paradas / levantar-se e andar no corredor do avião/ônibus a cada duas horas.
  • Usar roupas largas e confortáveis.
  • No avião, sentar-se na primeira fila ou na saída de emergência, onde há mais espaço para mover as pernas.
  • Exercitar-se flexionando e estendendo os pés e dobrando os joelhos a cada hora.
  • Evitar o excesso de álcool.
  • Evitar tomar medicamentos para dormir, que podem impedir que você se levante e ande durante a viagem.

Para aqueles que já estão sofrendo com o inchaço nas pernas, a melhor medida é esperar o organismo eliminar o excesso de líquido. Elevar as pernas, realizar atividades físicas leves e retornar à dieta habitual pode ajudar a pernas à voltar ao normal.
A maioria das pessoas com este tipo de inchaço nas pernas são saudáveis. O inchaço geralmente desaparece espontaneamente em alguns dias. Caso o inchaço não desapareça ou haja sintomas associados, como cansaço, falta de ar e dor nas pernas, é necessário procurar avaliação médica. O inchaço acompanhado de dor e que não desaparece espontaneamente após a chegada de uma viagem é sinal de um problema mais sério: a trombose venosa. O quadro de trombose necessita de avaliação médica de urgência.

Compartilhe!