Dr. Marcelo Bellini Dalio | Cirurgia Vascular e Endovascular | CRM SP 104721 | RQE Nº 26563 English

Inchaço


O que é o inchaço?
O inchaço é o acúmulo de líquidos nos pequenos espaços ao redor dos tecidos e órgãos dentro do corpo. O termo médico para inchaço é edema. Os locais mais comuns do corpo onde as pessoas têm inchaço são os pés, pernas, mãos, braços e barriga. Nestes locais, o inchaço é muito desconfortável e pode ser um sinal de uma doença mais grave. O inchaço pode ocorrer nos pulmões ou nos espaços ao redor deles. Neste caso, ele é frequentemente um sintoma de um problema no coração.


Quais são os sintomas do inchaço?
Os principais sintomas do inchaço são:
 
  • Aumento do tamanho dos pés, tornozelos, mãos e braços.
  • Pele com aspecto esticada e brilhante
  • Afundamento da pele quando se pressiona com o dedo
  • Dificuldade de calçar meias e sapatos
  • Aumento do tamanho da barriga (inchaço na barriga)
  • Falta de ar (inchaço nos pulmões)


Quais são as causas do inchaço?
As causas mais comuns do inchaço são:
 
  • Problemas nas veias das pernas - causam inchaço nos pés, tornozelos e pernas. Normalmente, corre pelas veias o sangue que vai das pernas de volta ao coração. Dentro das veias, existem pequenas válvulas que deixam o sangue circular apenas em direção ao coração Quando estas válvulas não funcionam, o sangue não circula normalmente e acumula nas pernas, causando inchaço, sensação de peso e dilatação das veias. Estes sintomas ocorrem quando se fica muito tempo em pé ou sentado.
     
  • Trombose venosa profunda - é o termo médico para a formação de coágulos de sangue dentro das veias profundas das pernas. Quando isto acontece, há um bloqueio da circulação e o sangue não consegue retornar para o coração, causando inchaço e dor na perna.
     
  • Gravidez – causa frequentemente inchaço nas mãos, pés, tornozelos, pernas e também na face.
     
  • Ciclo menstrual – mulheres podem inchar em diversas partes do corpo no período que antecede a menstruação.
     
  • Medicamentos – o inchaço pode ser o efeito colateral de alguns medicamentos prescritos para diabetes, pressão alta, dor e outros problemas.
     
  • Doenças dos rins – pessoas com problemas nos rins podem ter inchaço nas pernas e ao redor dos olhos.
     
  • Doenças do coração – insuficiência cardíaca acontece quando o coração não consegue bombear o sangue. Pessoas com insuficiência cardíaca podem ter inchaço nas pernas, barriga e nos pulmões.
     
  • Doenças do fígado – pessoas com doenças do fígado podem ter inchaço na barriga e nas pernas.
     
  • Viagens – pessoas que ficam muito tempo sentadas durante uma viagem podem ter inchaço nos pés, tornozelos e pernas.


Quando devo procurar ajuda médica?
Consulte o seu médico se você perceber que uma ou as duas pernas, as mãos ou braços, ou a barriga começarem a inchar. Inchaço ao redor dos olhos pela manhã também deve ser comunicado ao médico. Procure o cirurgião vascular se você retornar de uma viagem longa em que ficou muito tempo sentado e o inchaço nas pernas não desaparecer em alguns dias.


Como o inchaço é tratado?
O inchaço pode ser tratado de várias formas, dependendo da causa. O tratamento inclui algumas das seguintes medidas:
 
  • Tratamento do problema médico que causa o inchaço.
  • Educação alimentar para reduzir a quantidade de sal na dieta. 
  • Medicamentos para ajudar o corpo a eliminar o excesso de líquido.
  • Meias de compressão – são meias especiais que cobrem o tornozelo e a perna e podem reduzir o inchaço. O cirurgião vascular recomendará o tipo adequado e como usá-las corretamente.
  • Elevar as pernas acima do nível do coração por trinta minutos três a quatro vezes por dia pode reduzir bastante o inchaço.

Nem todos os tipos de inchaço precisam de tratamento. Por exemplo, o inchaço que ocorre durante a gravidez ou no período que antecede a menstruação na maioria das vezes não requer tratamento.


Como posso evitar o inchaço nas pernas nas viagens longas de avião?
Para evitar o inchaço nas pernas nos vôos longos você deve:
 
  • Levantar-se e andar no corredor do avião a cada duas horas.
  • Usar roupas largas e confortáveis.
  • Peça para se sentar na primeira fila ou na saída de emergência, onde há mais espaço para mover as pernas.
  • Exercite-se flexionando e estendendo os pés e dobrando os joelhos a cada hora.
  • Beba bastante líquido e evite o excesso de álcool.
  • Evite tomar medicamentos para dormir, que podem impedir que você se levante e ande durante a viagem.

Problemas
Vasculares